Menu

MENSAGEM DE PAZ

Brasileiro cria ar-condicionado caseiro para aliviar calor

07 JAN 2014
07 de Janeiro de 2014
Invenção utiliza quatro ventoinhas, fontes de energia de computador que ninguém usa mais. Com o ar-bajur, outro aparelho, a temperatura caiu 4°C

Invenção utiliza quatro ventoinhas, fontes de energia de computador que ninguém usa mais. Com o ar-bajur, outro aparelho, a temperatura caiu 4°C

Uma onda de calor tomou conta do Brasil durante a semana. Às 15h de sexta-feira (3), entre os dez lugares mais quentes do mundo, nove estavam em cidades brasileiras.

O ranking da sensação térmica foi feito pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), com base em informações colhidas pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em 4.232 estações espalhadas por todo o planeta.

Um calorão que o brasileiro enfrenta com muita criatividade.

Rio de janeiro, sexta-feira. Sensação térmica nas alturas. No mesmo dia, na cidade de São Paulo, fez 35,6°C. A temperatura mais alta desde outubro de 2012.

“Tem que abrir todas as janelas, abrir a camiseta e ficar aqui. Parece o sertão da Bahia”, brinca o técnico em telefonia Leandro Henrique de Moraes.

Ele, a mulher e a filha Lara, de 2 anos, moram em Suzano, na Grande São Paulo.

“Aqui dentro acho que faz uns 40°C”, afirma Leandro, que teve uma ideia muito boa para driblar o calorão. Um ar-condicionado caseiro utilizando peças de computador, garrafa pet e caixa de isopor.

Um amigo dele trabalha com informática e fornece ventoinhas. Elas são de fontes de energia de computador que ninguém usa mais. Duas ventoinhas são para a entrada de ar e duas, para a saída.

Após a invenção ficar pronta, Leandro explica que é possível fazer outro modelo. “Esse aqui é o ar-bajur. Você liga e com um botão de controle remoto que eu adaptei também, você liga o abajur. E com outro botão, você liga a ventoinha”.

Em poucos minutos, a temperatura caiu 4°C.

Deixe o seu comentário

Voltar