Menu

Temer busca apoio de cristãos para reforma da Previdência

11 ABR 2017
11 de Abril de 2017


O governo quer aprovar a reforma da Previdência com urgência, e para isso, vai abrir diálogo nos próximos dias com os dois principais segmentos religiosos do país: os evangélicos e os católicos. Ambos grupos são contrários às propostas de reforma da Previdência.

Os dois grupos que compõem quase 80% das pessoas que possuem alguma crença, realizam campanhas contra as mudanças na aposentadoria expostas pelo presidente Michel Temer. “Nós somos cobrados diariamente pelos nossos fiéis. As propostas que estão aí afetam muito os mais pobres”, alertou o deputado Ronaldo Fonseca (Pros-DF), integrante da bancada evangélica no Planalto.

Segundo o Diário de Pernambuco, na última quinta-feira (06), Temer reuniu-se com alguns parlamentares evangélicos quando recebeu uma pauta de demandas do grupo. Ele marcou um café da manhã para a próxima semana com um quórum mais ampliado. “Não nos falou nada sobre a Previdência. Mas, se ele tocar no assunto, vamos expor nossa opinião”, completou Fonseca.


Voltar