Menu

Ufa, já era hora: novos promotores em Santa Maria da Vitória

06 MAI 2016
06 de Maio de 2016
tConforme destacamos em primeira mão sobre o concurso, o Ministério Público de Santa Maria da Vitória (BA) contará com três novos promotores a partir de segunda-feira, dia 2 de maio. Os membros do MPBA designados para trabalhar na cidade são: João Ricardo Soares da Costa, Matheus Polli Azevedo e Bruno Pinto e Silva.

O município estava sem promotor titular desde setembro de 2014. As funções do MP eram desempenhadas pelo promotor Ulisses Campos de Araújo de Salvador, que atuava no município a cada 15 dias.

Além de Santa Maria da Vitoria, outros 34 municípios baianos, a maioria das regiões Central e Oeste, vão receber novos promotores do Ministério Público. A quase totalidade das cidades estavam sem titulares há mais de 1 ano e com vários processos parados por conta da ausência de representantes do MP.

São 42 novos promotores de Justiça Substitutos que foram empossados no final de março e agora vão contribuir com a fiscalização do cumprimento da lei, ajuizar ações penais, auxiliar nas eleições municipais e investigar as denúncias de corrupção, dentre outros casos que cabe a atuação do MP.

Serão contemplados os seguintes municípios: Barreiras, Bom Jesus da Lapa (3 promotores), Brejões, Brumado (2), Caetité, Caravelas, Chorrochó, Gandu, Ibirapitanga, Ibotirama (2), Itaberaba, Itagimirim, Itacaré, Itamaraju, Itiruçu, Irecê (2), Jaguarari, Laje, Lençóis, Macaúbas (2), Monte Santo, Morro do Chapéu, Mucuri, Nova Soure, Paramirim, Poções, Prado, Remanso, Santa Cruz Cabrália, Santa Maria da Vitória (3), Seabra, Senhor do Bonfim, Tanhaçu e Xique-Xique.

Que os novos promotores que vão atuar em Santa Maria da Vitória possam fazer um excelente trabalho em defesa da aplicação correta da lei e possam promover a Justiça nos mais variados casos que vão desde, definição de guarda de filhos, investigação de casos de corrupção, denúncias sobre falhas no serviço público, ajuizamentos de ações penais no caso de crimes e outros tipos de processos que cabe a atuação direta ou indireta do MP.

Voltar